Crônicas do Cotidiano
fm.simoes@terra.com.br
  • Poemas
  • Crônicas
  • Biografia
  • Fotos
  • Prêmios
  • Produção e Administração

     

    NOSSOS AMIGOS PASSARINHOS


    No verão passado, especialmente nos muitos dias por demais quentes, nossos amigos passarinhos vinham constantemente beber água aqui em casa. Explico: tínhamos dois pequenos bebedouros colocados bem à frente de nossa varanda externa. Este ano chegamos à conclusão de que precisávamos colocar mais um.

    Como verão, na foto da fachada há agora três bebedouros à disposição de nossos amigos. Mesmo assim houve dia, com o calor tão elevado, que em menos de 48 horas a água dos três já estava muito baixa. Eu ajudei Lena nesta tarefa e acabei gostando de limpar, lavar e encher de água, quase diariamente, os três bebedouros.

    Um detalhe importante: além da água devemos sempre acrescentar um tanto de açúcar, do contrário eles dificilmente vão beber e vão procurar em outro lugar. Nosso trabalho é recompensado pela alegria de vermos os passarinhos, felizes, matando a sede.

    Claro que a visão mais bonita é mesmo a do beija-flor, pois ele para no ar com suas asinhas a se mexerem numa velocidade impressionante. Tive muita calma e paciência para ficar na espreita e conseguir algumas das fotos que verão aqui.

    Os passarinhos às vezes tinham que disputar os bebedouros com os marimbondos, acreditem. Este ano, Lena teve a ideia de colocar também uma espécie de "banheira de passarinho", como nós chamamos aqui, para eles se refrescarem nela sempre que desejassem. E não é que funcionou? Eles aceitaram bem.
     
    Os amigos usuários dos bebedouros são, além do beija-flor, as andorinhas, os pardais, bem-te-vi e outros. Nosso relacionamento com eles é o melhor possível. Imaginem que vez ou outra flagramos um passarinho entrando pela janela lateral e vindo nos visitar na sala, na copa, e até no corredor dos quartos.

    Eles passeiam, dão umas voltinhas e depois saem ou por outra janela ou por uma das duas portas da sala ou da copa. Fazem isso porque aqui não se sentem agredidos, pelo contrário, algumas vezes até me dou ao luxo de "conversar" com eles, mesmo eu sendo apenas Francisco sem aspiração a ser santo, claro.

    Agrada-me sempre falar deste estreito contato que temos com a natureza por aqui. Sei que já¡ escrevi dois textos, com fotos, falando de ninhos e da beleza que é acompanhar o surgimento do filhote e, tempo depois, ele fazer sua primeira tentativa de voar. Assim como é triste ter nas mãos um filhote morto.

    O mais recente texto eu divulguei no CooJornal da revista RIO TOTAL em 28/11/2009. Seu título é MORTE E VIDA, PASSARINHO. Ele poderá ser lido entrando direto por este link http://www.riototal.com.br/coojornal/simoes378.htm .

    Logo voltarei novamente, se não for para falar de passarinhos, poderá ser sobre as várias tentativas vitoriosas de Lena no plantar e colher frutas, legumes, hortaliças, etc e tal. Me aguardem.


    Francisco Simões (Maio/2010)